Cuba – Viagem no Tempo, Espaço e Sentidos

Eu nunca quis ser comunista ou socialista, talvez revolucionária, mas em outros campos, que não a política ou a economia. Meu marido nunca teve uma camiseta do Che e passou longe das matérias humanas e dos livros de sociologia. Então, por que Cuba na lua de mel?

  • Porque a viagem deve ser sempre o mais surpreendente possível
  • Porque não basta uma praia maravilhosa para nos fazer felizes, ainda que um mar infinito com areia branquinha possa complementar a aventura
  • Porque o diferente nos atrai, assim como lugares bons para fotografar
  • Porque a ilha de Fidel, em breve será só de Raul, depois de outro general e, num futuro próximo, de um regime muito parecido com o que rege quase todo mundo
  • Porque a musicalidade cubana é única. Assim como são únicos os contraste do país
  • Porque Cuba era um sonho antigo, que foi substituído por Paris por conta do preço – sim, é mais fácil ir para a Europa pagando pouquinho, do que para a ilha –, mas que neste ano estava mais próximo graças ao dólar fraco (irônico, eu sei) e a temporada de furacões (sim, ela pode jogar a seu favor!)

Nós amamos a viagem porque ela não foi só geográfica, mas também temporal, cultural e, claro, sentimental. Sem falar que a escolha dos destinos – Havana e Cayo Largo -, e dos hotéis, foi perfeita para uma lua de mel. O país conta com uma estrutura confortável para receber os turistas e, ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, é muito seguro, mais do que Rio e São Paulo, sem dúvidas.

Ficou com vontade de embarcar pra lá também? Então, seguem algumas fotos, para tentá-lo ainda mais, e dicas para você planejar a sua viagem:

Programe-se para ficar na ilha, no mínimo, 1 semana

Não é uma viagem barata ou que você repetirá em breve, então, separe pelo menos uma semana para conhecer as 2 faces principais do país: a do sonho (ou pesadelo) socialista e a do sonho turístico, com mar azul e areia branca. Optamos por ficar 4 dias em cada lado, mas eu quase desequilibrei essa conta ao não prestar atenção no horário dos voos internos, visto que o voo de ida entre Havana e Cayo Largo era de manhã, mas o de volta só partia no final da tarde. Felizmente, a atendente da Cubatur (agência parceira da operadora brasileira) foi sensível ao meu desejo de conhecer a capital cubana e nos colocou em um voo cedinho na volta.

Praya Paraiso, Cayo Largo, Cuba

Praya Paraiso, Cayo Largo, Cuba

Praça em mil novecentos e antigamente, Havana, Cuba

Praça em mil novecentos e antigamente, Havana, Cuba


Não tenha medo da Temporada de Furacões, mas fique atento à meteorologia

A alta temporada na ilha é de dezembro a março e de junho a agosto, quando os europeus invadem o país, lotando os voos e hotéis. Do finalzinho de agosto ao início de novembro acontece a chamada Temporada dos Furacões, afastando muita gente do Caribe e, consequentemente, baixando um pouco os preços. Os furacões não acontecem sempre no mesmo local ou com a mesma intensidade, e como Cuba não tem um histórico recente de grandes tragédias, resolvi arriscar e embarcamos na penúltima semana de outubro. Aproveitamos dias quentes, apenas 2 com chuvinha no fim da tarde e sem nenhum susto com ventos ou marés fortes. Acompanhei com atenção sites de meteorologia, como The Weather Chanel e viajei sem medo do clima.

Vá com uma operadora especialista no destino

É muito difícil você conseguir fechar hotéis, passeios e transfer por conta própria aqui do Brasil. E, acredite, indo com uma operadora especialista, a viagem pode sair mais barata, sem falar que, para lua de mel, eles conseguem vários mimos bacanas, como jantares, bebidas, massagem grátis para o casal… Nós embarcamos com a ADV Tour, mas também cotamos com a Vectra Travel, ambas com excelente atendimento e expertise.

1964?

Não feche o pacote sem consultar o Trip Advisor

Apesar das operadoras conhecerem bem os destinos, elas não sabem quais são os nossos desejos,  que nem sempre batem com os acordos que elas mantêm com redes hoteleiras e companhias aéreas.

Exemplo: todas as operadoras queriam nos mandar para o hotel da rede Sol Meliá em Havana. E eu nunca seria feliz nele, porque fica longe do centro e de Havana Vieja, além de ser um hotel “sem alma”, igual a todo e qualquer outro, com quartos feios e impessoais. No Trip Advisor encontrei o Hotel Saratoga, com decoração linda, quartos imensos, concierge simpática e… em frente ao Capitólio. A operadora brasileira não o tinha em sua lista, porém, entrou em contato com a representante cubana e conseguiu fechá-lo sem problemas. E o Saratoga foi um dos pontos altos da viagem, que descreverei com mais detalhes em um próximo post.

Talita na janela do hotel Saratoga

Preste atenção na conexão!

Uma das formas mais rápidas e baratas de chegar a Cuba é via Panamá, com a Copa Airlines, porém, muitas operadoras têm bons acordos com a Lan para ir via Lima, ou então, preferem mandar os passageiros via Cidade do México. Na hora de escolher o voo, diga a hora que você quer sair e chegar no Brasil para o operador e peça para que ele envie mais de uma opção. Em paralelo, simule no Skyscanner a sua viagem, para ver quais são as melhores possibilidades, levando em conta o tempo de voo/conexão e também o preço. Assim você não ficará refém de acordos com companhias aéreas, nem pertubará o coitado do agente de viagens com pedidos impossíveis ;)

Atualização em 28.11.13 – Sim, agora já há voo direito entre São Paulo e Havana, com a Cubana de Aviación e duração de pouco mais de 8 horas! :)

Talita no avião

Deixe o visto por conta da Operadora e cuide da Vacina contra Febre Amarela

O visto é obrigatório e, para tirá-lo, é necessário apresentar o comprovante de hospedagem no país e da emissão das passagens de ida e volta, além de pagar uma taxa que varia, se você vai até o consulado (presente em SP, RJ e Brasília) ou envia a documentação via correio. Eu preferi deixar isso por conta da operadora e só me preocupei com a vacina contra febre amarela, que não é obrigatória, mas aconselhável, visto que você , provavelmente, também passará por outro país antes de chegar até a ilha (Panamá, México, Peru…).

Prepare-se para gastar em Euro, mesmo a moeda local sendo “de mentirinha”

Na ilha circulam 2 moedas: o Peso Cubano, utilizado pela população do país e cujo valor é bem baixo, US$1 = 25 Pesos, mais ou menos; e o Peso Convertido, moeda criada pelo governo especialmente para os turistas, que não tem valor algum fora da ilha, mas cuja cotação lá dentro é bem salgada. 1 Peso Convertido vale mais do que 1 dólar, isso sem falar que, para converter a moeda americana para a cubana, você ainda paga uma taxa de 15% nas casas de câmbio/hotéis. Por isso, é aconselhável levar Euros e não dólares para trocar no país, 1 Euro equivale mais ou menos a 1,35 Pesos Convertidos. E não se preocupe muito com a oscilação entre as casas de câmbio e hotéis, pois as taxas variam pouquíssimo.

CUC's

Ufa! Essas são as principais dicas na hora de planejar a viagem. A boa notícia é que os próximos posts serão sobre os contrastes de Havana e as belezas de Cayo Largo, com muito mais impressões e fotos. Mas sem esquecer das dicas, é claro! ;)

Leia também:

28 comentários sobre “Cuba – Viagem no Tempo, Espaço e Sentidos

  1. Parabéns, Talita! Deve ter sido uma viagem surpreendente mesmo. Sou sua fã desde a revista e agora poderei acompanhar suas ideias por aqui :)
    Um beijo

  2. Ótimas dicas pra quem está indo daqui 30 dias pra lá! principalmente sobre a parte financeira de lá.

    Adorei as dicas e as fotos, com certeza irei mais segura pra lá!!

  3. Pingback: Lua de Mel em Cuba: Havana e Cayo Largo del Sur com Talita e Marco

  4. Cheguei aqui através da Clau (Aprendiz de Viajante) e do seu post sobre Cuba, por lá.
    Tivemos uma viagem planejada e cancelada de última hora… e já estávamos fazendo planos pra voltar à Europa, mas você nos trouxe de volta ao plano inicial! Obrigada!
    Vou aproveitar todos as suas dicas e links.
    Bjooo

  5. Oi Talita! Eu também cheguei aqui atravéz do Aprendiz de Viajante e como meu chefe vai a Havana em janeiro, adoraria se você me desse o nome do lugar onde viu o show do Buena Vista pra eu passar para ele. obrigada!

    • Olá, Marcia!

      Vimos no Café Taberna (Calle Mercaderes y Tte Rey, Plaza Vieja, La Habana Vieja), mas sei que também há shows parecidos no Hotel Nacional. A entrada é bem salgada (25 Pesos Convertidos, uns R$70) e inclui 2 Mojitos beeem meia boca, mas a musicalidade compensa. Uma dica é não comprar o passe que dá direito ao jantar e custa 50 pesos, porque a comida desse bar não tem cara boa. Aconselho que seu chefe jante no restaurante San Cristobal, que é maravilhoso, e fica na calle San Rafael, no Centro de Havana.

      É isso!
      :)

  6. po fantastico =)… eu ia para o caribe na lua de mel (cancun) mas a agencia de turismo cagou nas datas e me passou voos todos lotados (na hora de pagar falaram que não tinham mais vagas… fiquei super feliz)… pena que quando vi o marco comentando de cuba ja tinha fechado outra viagem, porque a agencia nem citou cuba!… mas enfim, com certeza deixarei para uma proxima viagem, alem de me parecer um lugar lindo, sou baterista e quase todos os bateristas são fã de cuba =P

  7. Oi Talita

    Meu marido viu q não precisa de visto, há 1 formulário q deve ser preenchido, sabe alguma coisa? é para quem viaja p uma comanhia aérea não estou lembrada qual.

    • Olá, Rosa!
      Acho que o seu marido está confundindo Cuba com o México, porque o visto pra lá caiu em julho e agora basta preencher a autorização eletrônica no site do consulado mexicano.
      Para Cuba é necessário o visto sim, independente de com qual companhia aérea você voe, inclusive, você precisa emitir antes de sair do Brasil, enviando o número do seu passaporte e todos os comprovantes da viagem (hospedagem, passagens de ida e volta, seguro), por isso eu acho mais cômodo deixar por conta da Operadora de Viagem.

  8. ola!!! Estou planejando ir a cuba em minha lua de mel. Existe alguma recomendação de hotel em cayo largo? Em você ficou? Obrigado pelas dicas…

    • Olá, Henrique!
      Em Cayo Largo ficamos no Resort da rede Melià, o melhor da ilha. Os quartos são grandes, a praia particular é maravilhosa, a comida não é lá grande coisa (na verdade, é bem meia boca), mas o atendimento é muito cordial e os drinks são excelentes. É um bom hotel pra relaxar na lua de mel, mas não vá esperando os luxos dos nossos resorts do nordeste, por exemplo, pq ele é bem mais simples e velho.
      Bj

  9. Olá Talita,
    para hospedagem em Cayo Largo a operadora me ofereceu duas opções de resort,o Sol Pelícano e Sol Cayo Largo,ambos da rede Melia… em qual deles você se hospedou?
    suas dicas estão sendo preciosíssimas para o planejamento dam inha viagem!:)
    obrigada!

    • Olá, Luciana!

      Que bom que está aproveitando as dicas!
      Ficamos no Sol Cayo Largo, com uma praia belíssima e atendimento bom. Na verdade não nos indicaram esse Sol Pelicano, talvez porque estivesse fechado, já que viajamos na média temporada.
      Como eu coloquei no post, não espere um super resort como os do nordeste brasileiro, mas a estrutura é ok, os quartos são espaçosos e os drinks muito bons ;)
      E as praias são MARAVILHOSAS, principalmente a Paraiso.

      Bj

  10. Hola!!
    Estou viajando para Cuba em outubro e ainda não tenho onde ficar, sabe se as hospedarias en Havana me mandão algum documento de reserva para apresentação no Consulado?
    Se possivel responda no meu e-mail.
    obrigado

    • Olá! O visto (visto prévio) pode ser fornecido pela agência de turismo sem burocracia. Se viajar pela Cubana (Cubana de Aviación)a própria cia. aérea pode lhe fornecer o visto. O visto de entrada normalmente não é carimbado no passaporte (principalmente para estadonidenses, para se evitar problemas na volta) e sim sómente através de um visto volante que é devolvido na saída.
      Quando vc diz hospedarias se refere a casas particulares, B&B (Bread and Breakfast), etc…? Além de hotéis pode usar hospedagem alternativa e mesmo alugar apartamento ou casa. Para isso há sites específicos. Na entrevista para o visto de entrada (ao desembarcar) basta citar o nome e endereço do local de hospedagem.

  11. Estou viajando para Havana com escala em Lima, posso providenciar o visto de turista para Cuba no aeroporto de Lima?

  12. Pessoal…uma boa dica para quem quer ir a Cuba, é se hospedar em casa de família que estão autorizadas a receber hospedes.
    Elas são confortáveis e possuem quartos com ar condicionado.
    Os preços são bons e a alimentação ótima.
    Procure se informar..
    Boa viagem a todos.

  13. Cara Talita, obrigado pelas dicas. Estou indo em fevereiro de 2013, de 11 a 16. Estava pensando em ficar 3 dias em Havana e 2 em Cayo Largo, já que não estou interessado em praias.
    Antes de ler suas dicas, eu estava pensando em reservar apenas uma noite de hotel e tentar conseguir alguma coisa mais barata por lá. Você recomenda reservar tudo antes?

  14. Ola Talita.
    Parabens pelas dicas.
    1 – Ouvi dizer que quem viaja pela Copa pode retirar visto eletronico na sala de embarque no aeroporto da Cidade do Panamá.
    2 – Pretendo fazer mergulhos em Cuba, em especial em Cayo largo. Vc tem algumas dicas?
    Um abraço
    Oto

  15. Boa Talita, tudo bem? Ótimas suas dicas. Estou me preparando para ir a Cuba inicio do próximo ano. Estou seguindo suas sugestões e gostaria de saber com vc se correu tudo bem com a ADVTour. Fiz o orçamento com eles através da internet, uma vez que moro em Brasilia e eles estão em São Paulo. São de confiança e eficientes? Correu tudo bem, nenhum contratempo? Grato pela sua atenção e parabéns!

  16. Oi, Talita, tudo bem? Parabéns pelo post bem escrito e instrutivo :)
    Eu tenho uma dúvida bem boba: vou a Havana no mês que vem e não sei como funciona o comércio de lá… se tendem a aceitar cartão de crédito em quase todos os lugares como aqui ou se é mais recomendável levar dinheiro em espécie. Você saberia me dizer?
    Obrigada desde já!

  17. Olá Talita,
    Excelentes dicas, estou planejando minha viagem para lá que será em abril de 2015. Só pra retificar um detalhe. Não existe consulado cubano no Rio de Janeiro, apenas em São Paulo e a embaixada em Brasília.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>