10 motivos para amar San Francisco

Campo gramado com igreja católica ao fundo

Nunca é tarde para viver algo novo, como um piquenique, o meu primeiro em SF, na Washington Square :)

Quem nunca brincou de fazer uma lista? Seja de bandas, lugares ou comidas prediletas, top 5, 10 ou 100, é sempre difícil organizar os seus favoritos. Mas é também gratificante, porque te ajuda a relembrar os momentos que foram bons e a priorizar o que você ainda não experimentou.

Semana passada eu resolvi listar o que ainda não tinha visto na cidade e, felizmente, percebi que aproveitei muito bem esses 2 meses e conseguirei até repetir meus lugares favoritos nessa última semana. Além de viver coisas novas, é claro!

Esta também é uma forma de dar dicas mais práticas a quem se inspirou nas minhas impressões e quer embarcar para San Francisco, isso, claro, sem perder a poesia e o sabor das palavras. Mas como eu sou verborrágica, neste post adiantarei apenas quais serão os tópicos que abordarei nos próximos dias. Como uma novela, de capítulos bem diversificados e, porque não, apaixonados. Afinal, esses são os meus 10 principais motivos para amar San Francisco:

  1. Tem os melhores Sorvetes Naturais
  2. Há dezenas de Parques lindos na cidade e ao redor
  3. Roupas, Sapatos e Produtos de Decoração são baratos
  4. Há Brisa e Bonde
  5. Los Angeles está a apenas 6 horas e US$19 de distância
  6. Ser hetero-homo-mono-multi tanto faz
  7. Nos Restaurantes e Mercados os orgânicos são maioria
  8. Simpatia é quase Amor ou Como é bom ser bem tratada
  9. Arte acessível em Museus e Galerias
  10. Porque é América e Europa juntas
Rua com casas no estilo de arquitetura vitoriana

Casas vitorianas presentes em bairros latinos <3

Se você já embarcou para a cidade dos meus sonhos, este é um bom momento para compartilhar os seus motivos para amá-la. Se ainda não veio, mas quer saber algo, esta é a hora de perguntar ;)

Capa do ebook Turismo de Empatia: Refugiados no Oriente Médio Clique aqui e conheça o livro Turismo de Empatia: Refugiados no Oriente Médio

Neste livro, a jornalista Talita Ribeiro conta histórias que viveu e ouviu durante as semanas que passou entre refugiados de guerra na Jordânia e no Curdistão Iraquiano. Em paralelo, a autora dá dicas turísticas dos locais que visitou e apresenta um passo a passo de como embarcar em uma viagem em que o foco são as pessoas, e não os lugares. “Refugiados no Oriente Médio” é o primeiro livro da coleção “Turismo de Empatia”, que nasce de questionamentos e curiosidades tão fortes que nos fazem sair da zona de conforto e entrar em um lugar desconhecido e sagrado: o coração do outro.

24 comentários sobre “10 motivos para amar San Francisco

    • Mas, fora os nerds, quem vem a lazer para San Francisco, nem liga tanto assim para o Vale, que também não fica tããão perto da cidade quanto eu imaginava.
      Porém, mesmo sem ir até o Vale, San Francisco é uma cidade mt geek, com o Twitter, Sales Force, airbnb, entre outras empresas de internet. Além do Museu de Ciências, o Museu Mecanique com vários fliperamas antigos…

    • Hahahaha… Já que você tocou nesse assunto, aqui na Califórnia vc pode tirar uma licença para “utilizar” a maconha com fins medicinais, logo ela não é “ilegal”, mas sim tem o acesso restrito. Quer dizer, não tão restrito assim, já que em Venice Beach há vários “consultórios” onde você pode comprar esse atestado e fumar a marijuana tranquilamente nas casas autorizadas a vendê-la ;)

  1. Talita, onde é melhor pra se hospedar em SF? Considere na sua dica custo combinado com atratividade do lugar ( beleza, comercio, tranqüilidade)

    • Olá, Marco!
      Vou colocar os bairros que eu prefiro e os motivos, ai você pondera de acordo com o que está procurando, tudo bem?
      – Nob Hill: fica perto do centro, mas não é perigoso nem cheio de drogados e moradores de Rua, como o Civic Center ou o Tenderloin, no comecinho dela (Sutter/Bush St) há poucas ladeiras, de lá você consegue ir andando para várias atrações de North Beach e até do Embarcadeiro, é bem servido de transporte público.
      – Nort Beach: cheio de ladeiras, algumas bem assustadoras, mas com um clima e paisagens deslumbrantes. É nele que fica o bairro italiano e, consequentemente, os maravilhosos restaurantes de pasta, risoto, pizza. Achei o bairro bem jovem também e fica no meio do caminhos entre o Fishermans, Embarcadeiros e o Centro. Além de estar pertinho de Chinatown.
      A região entre o Golden Gate Park e a baía: é longe do centro, mas é a parte mais arborizada e cultural, na minha opinião, da cidade. Tem a melhor sorveteria, museus incríveis como o da Legion of Hornor, de Young, Museu de Ciências… Tem algumas ladeiras horríveis também, mas as casas são, em sua maioria, vitorianas, e o pôr do sol visto dali é um espetáculo.

  2. Pingback: Pé com pata: correndo com cachorros | Jornalistas que correm

  3. Talita,

    Estou querendo visitar São Francisco no ano que vem no fim de maio ou no começo de setembro, de acordo com a sua experiência, qual é a melhor época para se visitar São Francisco?

    Abraços,
    Vinicius

  4. Talita, viver em San Francisco é caro? Você pode fazer algumas comparações com o Brasil? Obrigado!

  5. Em junho irei a San Francisco para um intercâmbio de 30 dias, como devo fazer para ir a Los Angeles e Las Vegas de uma forma mais barata e quais os valores das passagens?

  6. Olá Talita,

    Primeira vez que acesso o seu blog e estou adorando ver essa paixão por San Francisco. Provavelmente em Agosto farei um Intercâmbio de 3 meses aí e como a maioria das pessoas estou em duvida com relação a escola e consequentemente a residencia estudantil que elas oferecem. Estou inclinada mais p/ Embassy, mas acabei de ver um video na net do Monroe Hotel e fiquei um pouco assustada, o que me fez repensar minha decisão. Em contrapartida, gostei bastante do que vi sobre a acomodação da EC (EC San Francisco: The Monastery). Tens alguma referencia que possa me passar sobre estas residencias ou até mesmo das escolas?

    Agradeço.
    Érika Aquino.

    • Olá, Érika!

      Eu estudei na ELS e gostei muito, mas infelizmente não tenho informações sobre as outras escolas.
      Particularmente, prefiro alugar um quarto pelo Airbnb a ficar em uma residência estudantil e/ou casa de família, por isso também não sou uma boa fonte sobre isso.

      Boa viagem!

  7. Vou estar em SFO entre os dias 5 e 10 de setembro de 2014.
    É uma cidade que sonho tem muito tempo.
    Eu faria uma lista de uns 20 itens pelo menos, de tanta coisa boa que vejo, Talita!
    Parabéns pelo excelente post.

Deixe uma resposta para Marco Nassar Cancelar resposta para %s

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *