Pés da Talita sobre uma calçada escrito "time smiles in my hand"

A Primeira Despedida

Hoje aconteceu a minha primeira despedida, cheia de sentimentos desencontrados: ele nostálgico pelo Brasil e eu já sentindo falta de San Francisco. O seu olhar perdido contrastava com o meu cheio de brilho. Conversamos por horas, como velhos conhecidos de três encontros. E ele, contando sobre o que lhe falta, me fez perceber que a…

Campo gramado com igreja católica ao fundo

10 motivos para amar San Francisco

Quem nunca brincou de fazer uma lista? Seja de bandas, lugares ou comidas prediletas, top 5, 10 ou 100, é sempre difícil organizar os seus favoritos. Mas é também gratificante, porque te ajuda a relembrar os momentos que foram bons e a priorizar o que você ainda não experimentou. Semana passada eu resolvi listar o…

Um campo de vegetação seca mas macia, com pequenas poças de neve

O que eu aprendi em Yosemite

Queimar a vegetação às vezes é bom, para ajudar a terra a se renovar. Parece absurda a afirmação, ainda mais escrita assim, sem contexto. Mas antes que voem pedras-palavras ecologicamente corretas, eu explico. Há milhares de anos índios americanos, chamados Miwok, habitavam os vales que hoje formam o Parque Nacional de Yosemite. Para renovar os…

5 siluetas de pessoas saltando com uma bela praia ao fundo

Uma nova fase no intercâmbio

A Primavera Árabe é minha nova companheira em sala de aula. Após a temida prova final, com 75 questões de gramática para serem respondidas em 1 hora e 10 minutos, eu passei para outra turma, com aulas muito mais puxadas e cheia de palavras diferentes. Mas são as pessoas que me chamam mais a atenção,…

Pés da Talita sobre uma calçada escrito "Jack Kerouac"

Girls’ Day

Só quem já morreu de vergonha de falar um “nice to meet you, too” sabe o quão emocionante é conseguir se comunicar em inglês. Através de SMS, e-mail, telefone, mas principalmente ao vivo. Olho no olho, com alguém nativo, que conversa rápido e utiliza diversas expressões que não são ensinadas na aula de vocabulário. Senti…

Muito além do turismo esportivo

“Defense! Defense“, um bar inteiro gritava e aplaudia na esperança de que os jogadores do 49ers, de San Francisco, utilizassem o seu ponto forte para virar um jogo que estava quase perdido. E o grito de guerra parece ter ajudado, em pouco mais de 10 minutos o time vermelho partiu pra cima do time branco…

Talita observando enormes painéis lotados de caracteres chineses

Sobre partir e se encontrar

Chovia forte naquela terça-feira cinza, o ônibus Praça do Correio – Brasilândia estava lotado, com quase todas as janelas fechadas e em um ponto onde alagamentos eram comuns. Mas tudo bem, eu estava na Suíça, experimentando queijos divinamente cremosos e prestes a embarcar no Trem do Chocolate, que me levaria entre os Alpes até uma…

Talita no meio de um salto, ainda flutuando no ar, com a bela praia de Carmel ao fundo

A melhor escola de inglês

“Go, Went, Will…”, Zoe, a amiga que conheci no bar durante o jogo do #49ers, me contava animada sobre o seu “date” (encontro) surpresa no sábado, mas o que me chamava mesmo a atenção eram os tempos verbais que ela usava a cada frase. Isso porque, nessa semana, terei as provas finais no curso de…

O riso é universal

O Catacombs, antigo nigthclub nas docas de Cape Town, foi cenário de cenas tão bizarras quanto familiares no anos 60. Eu não estava lá, claro, mas Billy Monk registrou tudo com sua câmera fotográfica, em um rico acervo que poderia ser chamado de “vergonha alheia” ou, o mais realista, “quem nunca?”. As pessoas não estão…