Talita no meio de um salto, ainda flutuando no ar, com a bela praia de Carmel ao fundo

A melhor escola de inglês

“Go, Went, Will…”, Zoe, a amiga que conheci no bar durante o jogo do #49ers, me contava animada sobre o seu “date” (encontro) surpresa no sábado, mas o que me chamava mesmo a atenção eram os tempos verbais que ela usava a cada frase. Isso porque, nessa semana, terei as provas finais no curso de…

O riso é universal

O Catacombs, antigo nigthclub nas docas de Cape Town, foi cenário de cenas tão bizarras quanto familiares no anos 60. Eu não estava lá, claro, mas Billy Monk registrou tudo com sua câmera fotográfica, em um rico acervo que poderia ser chamado de “vergonha alheia” ou, o mais realista, “quem nunca?”. As pessoas não estão…

Amores Possíveis

Piter, o engenheiro francês, chega todo dia entre 18h e 19h, esquenta algum prato que compra na rua e vai jantar em seu quarto, onde sua esposa o espera. Ela está em Londres e, provavelmente, toma um chá com torradas para acompanhá-lo, afinal, lá é madrugada de um inverno gelado e com muita neve. O…

Brigadeiros cobertos com gotas de chocolate meio amargo em forminha de cupcake

Que seja doce

Brigadeiro é saudade. Não há tradução para o docinho, nem para o sentimento que nos toma quando estamos longe de casa, seja ela um local, uma pessoa ou um sonho. Casa é o que nos abriga. Trouxe na mala expectativas, medos, desejos, duas latas de Leite Moça e uma caixa de Chocolate do Padre, só…

Talita em seu pequeno quarto, com um guardarroupas no fundo

A cidade que você não quer ver

“E mesmo que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, pois Tú estás comigo” É impossível não lembrar o versículo 4 do Salmo 23 ao passar à noite pelo “quadrado proibido para turistas”, na região do Civic Center e Tenderloin da cidade de San Francisco, Califórnia. A cada esquina, entre…

Desenho de um documento de identidade, feito pelo garçom

Das pequenas coisas que formam uma cidade

Meu fuso está menos confuso, mas sempre acorda quando ainda está escuro, porém, às 7h20, sem falta, uma gaivota passa pra anuciar o nascer do sol. Eu vim com casacos que aguentaram a primavera gelada européia, mas que, ao primeiro dia com garoa, me deixaram mais gelada do que eu gostaria. Nada que a Macy’s…

Primeiras impressões sobre San Francisco

Uma cidade que tem um carrinho de crème brûlée pelas ruas não pode ser ruim. Nos mercados não é necessário ler se os produtos têm corantes, a maioria é orgânico e feito através de processos que respeitam a natureza, essa que vivemos, do nosso corpo e dos ingredientes. O tempo em San Francisco é diferente…